Vem ser Botânica com Alulu Paranhos!

Alulu Paranhos é uma artista completa: compõe, faz a música, dirige o clipe, edita, faz tudo! É criativa, crítica e debochada. Foi assim que chamou a atenção de artistas como Caetano, Toni Garrido, Mariozinho Rocha, entre outros.

Se Caetano gostou de Alulu e Toni Garrido disse que “Alulu me encanta, Alulu me confunde porque Alulu é encanto, Alulu é confusão... UAU... aí então eu vejo uma criança, logo em seguida eu vejo uma mulher, por fim eu vejo uma artista", nós PRECISAMOS ouvir a música dessa cantora, não é mesmo?

Segue o clipe de Botânica:

O Clipe Botânica é sobre ter relação com plantas e morar numa das maiores metrópoles do Brasil. É sobre Rio de Janeiro e uma nova geração que se cria influenciada pela onda de comidas naturais, terapia e ar livre. É pensar ser Botânica pra além de estar no mato, isolada. Com muita cor e deboche Alulu dança, cozinha, mergulha e se diverte no seu almoço, onde as convidadas não são humanas. Sobre a música, Alulu reflete:

“Um dia comecei a pensar "De onde eu vim"? Olhei em volta e percebi que nasci em um bairro que abriga um dos maiores jardins Botânicos da América Latina... Se eu nasci em um jardim, sou eu flor também? Comecei a me chamar de Botânica! Daí surgiu o refrão da música. O resto é uma reza. Sobre nascer, se expandir, os desafios e inseguranças de florescer, arriscar, florescer e morrer. De ouvir todos os dias de manhã para confiar no seu caminho “chuva molhe meu caos, molhe de fininho, quando eu precisar desabrochar os meus cantinhos.”

⚡ E aí, vocês são botânicos também?

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo